O varejo de moda nas mídias sociais

midias-sociais-moda
Que o consumidor está mudando seu comportamento de compra em função das mídias sociais e o uso de celular, que o tem mantido conectado 24h por dia, nós já sabemos. A questão é saber como o varejo está interagindo com seu cliente na Era Digital?
 +
Há alguns anos houve uma febre de meninas blogueiras, algumas não eram nem estudantes de moda, apenas gostavam de tirar foto de seus looks diários e postar. Isso deu tão certo que elas ganharam uma legião de seguidoras, e a brincadeira virou uma profissão.
 +
Empresas perceberam essa importante interação e resolveram pagar por anúncios e matérias nesses blogs, mandar brindes, produtos, convites para desfiles e até viagens, tudo para que elas falassem bem da sua marca. Hoje, porém, só isto não basta!
 +
As marcas precisam ter sua própria interação com os clientes, por isso criaram fanpage, instagram, blog, twitter etc., para alcançar seu cliente, estar próximo dele, para que o consumidor encontre uma identificação com a marca. A compra precisa mostrar sua personalidade, seu gosto pessoal e seu estilo de vida. Essa identificação é o que faz com que as pessoas, cada vez mais compartilhem suas compras nas mídias sociais. Para a empresa é perfeito, quando a mesma sabe interagir e entender seu consumidor consegue fidelizá-lo e manter um bom relacionamento, levando seus valores e esforços para além dos limites do ponto de venda ou do catálogo.
 +
Mesmo que timidamente os grandes varejistas vêm aprendendo a utilizar as mídias sociais. Grande parte das empresas tem a visão de que esses recursos são apenas mais um canal de propaganda e investem seu budget para abarrotar as redes de propagandas chatas e cansativas que ninguém tem tempo de ler ou assistir, resultando em interesse zero pela informação contida no anúncio.
 +
Outro grupo de varejistas, apesar de também cometerem o erro dos anúncios chatos, manda muito bem no quesito
interação com seu público: divulgam promoções, dicas de moda, beleza e bem estar, criam conteúdos nos quais o cliente pode interagir, dar opinião e sentir-se importante. Quando a marca faz uma promoção cuja estrela é o próprio cliente, existe maior interação e identificação com a marca. O consumidor quer se ver, isso faz com que ele divulgue para seu círculo de amigos as empresas com as quais se identifica.
 +
Para finalizar dois cases de campanhas que valorizam os clientes nas mídias sociais. A Marisa lançou uma campanha para a coleção outono/inverno 2014 e nos provadores havia um cartaz convidando a cliente para montar um look com as roupas da nova coleção, tirar uma selfie e postar no instagram. O objetivo era criar o primeiro catálogo colaborativo. É uma tacada de mestre, além de criar uma interação com a marca, convida as pessoas a sentirem uma sensação diferente de apenas comprar na loja.
 +
 +
A Luigi Bertolli, por sua vez, fez uma campanha ano passado que a cada R$50,00 em compras o cliente poderia se cadastrar e concorrer a uma viagem para Amsterdam e a 100 bicicletas. Não é que eles foram acompanhar a viagem dos ganhadores e postaram no Facebook. Olha aí o cliente sendo a estrela da marca! Sem contar que no twitter eles retwittam o post que está com @luigibertolli, claro que só os que falam bem, mas é interessante essa atenção com seu consumidor.
+
(Visited 234 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais