Tendências no Visual Merchandising – Inverno 2013

visual merchandising tendências varejo PDV inverno 2013 itbook #2 cake trends
Mudar, transformar, mutar. Sinônimos e palavras-chave para a temporada inverno 2013. Um momento de transições que dita às tendências. Seja um fenômeno da natureza ou obra do homem, a grande verdade é que transformações fazem parte da vida. A moda, o design e as pessoas são catalizadores dessas mudanças e quebras de paradigmas. O que se tem como referência hoje faz parte de um movimento iniciado há pelo menos dois anos. Encarado como pensamento coletivo, a psicologia explica através da cognição social como as pessoas interagem e transformam seus grupos nessas verdadeiras mudanças.

 +
O choque de culturas e o excesso de informações fazem da nova temporada uma viagem que vai das tendências asiáticas até o barroco europeu. Cores e formas mais limpas e abstratas mesclam com temáticas lúdicas e carregadas de imagens e texturas. Um inverno rico em contrapontos como a expressividade da tecnologia em peças de PDV e o universo handmade nas roupas e acessórios.
A cultura nas ruas é tomada pela motivação da melhora da saúde econômica mundial, onde lojas e consumidores investem mais seu tempo e dinheiro nas grandes magazines e boutiques. Chega a hora de virar a página e reinventar uma nova forma de vender.
 +
Característico e determinante, este novo comportamento influencia os diferentes campos do design, moda e publicidade, identificando uma nova era: a da transformação.
 +
Nesse painel você vê uma síntese das tendências mais fortes para o visual merchandising do inverno 2013. Abaixo, vamos discorrer sobre duas delas e as fachadas e o interior das lojas.
+

 +
ANDROGINIA
Depois que as mulheres assumiram de vez seu papel no mercado de trabalho e começaram a se igualar aos homens nas responsabilidades e salários, algumas se obrigaram e tomar atitudes mais contidas e a adotar uma dose de seriedade no visual, o que de certa forma as deixou um pouco masculinizadas. O efeito trouxe para a moda feminina um ar andrógino que passou a ser carregado de muito charme e perdeu o rigor profissional de outrora. Hoje as mulheres vestem ternos superfemininos, sapatos inspirados no universo deles, mas com uma pegada glamourosa e acessórios tipicamente masculinos, como gravatas, que abandonam sua real função para ganhar espaço no closet delas. Os sexos se confundem e a moda se apropria. A modelo brasileira transgênero Lea T faz sucesso mundial, assim como Andrej Pejic, que transita entre as estéticas masculinas e femininas com a mesma liberdade.

+
BARROCO

Desde o inverno passado a moda vem permitindo aos poucos a inserção de elementos ecorativistas ao visual. Assim, pedras preciosas passaram a iluminar as produções, maxicolares tiraram camisetas simples da mesmice e sapatos ultraornamentados passaram a fazer parte do closet das fashionistas. O
universo barroco, estilo artístico que despontou entre o final do século 16 e sobreviveu até meados do século 18, recheado de dinamismo, contrastes fortes, dramaticidade, exuberância e profusão de brilhos e formas, mostra seu viés mais opulento e invade as roupas românticas da estação. Estampas florais, bordados, aplicações e ornamentos que lembram o estilo não se limitam às roupas e invadem tiaras, brincos, bolsas e sapatos. Grifes como Dolce & Gabbana, Alexander McQueen, Balmain e Emillio Pucci beberam na fonte carregada que passa a dominar a moda. Na estação, o mais importante é chamar atenção com exuberância de sofisticação.
 +
 +
FACHADA DE LOJA
Em um cenário cada vez mais competitivo, a diferenciação entre as marcas é fator primordial para o sucesso. Destacar-se dos demais é o desafio, e para isso, todas as ferramentas são válidas. Uma das mais poderosas é a fachada de loja, que leva a assinatura das marcas para o contato direto com o consumidor no momento mais decisivo da relação: a hora da compra. Vale ornamentar o espaço de acordo com a coleção atual, investir em itens clássicos da marca ou apostar em ações de impacto, para o destaque imediato. Muitas cores, luzes neon e iluminação cênica são algumas das novidades mais recentes.
 +
+
INTERIOR DE LOJA
Adaptável ao público-alvo, os interiores são projetados de forma que o consumidor sinta-se na sua segunda casa. Ditando uma tendência que já vem causando efeito positivo em muitos estabelecimentos, os objetos de design integram boa parte das mobílias, enquanto a arquitetura fica por conta de linhas arredondadas e ambientes limpos. Uma importante mudança foi a readaptação dos espaços se apropriando de luz natural ou até mesmo recriando ambientes externos dentro das próprias lojas. A necessidade da integração de elementos eco com design arrojado tem causado um grande efeito na percepção de consumidores e até dos lojistas, que acreditam nesse novo modelo de negócio. Os grandes espaços como shopping centers e as magazines estão cada vez mais dividindo sua atenção com as maisons das marcas estrangeiras, que hoje, além de vender a coleção inteira dos estilistas, ainda vendem artigos para casa, carros, etc. O viver do ambiente é sempre o “x” da questão. Tem que ser envolvente e tem que ser agradável. Nada melhor, por exemplo, do que precisar de um tênis de corrida e entrar em uma loja em que o ambiente tenha uma pista de corrida ou elementos que lembrem o espírito esportivo.
 +
 +
Essas informações são do preview do IT BOOK #2 da Cake Trends. Você pode adquirir o IT BOOK com todas informações na página http://www.caketrends.com.br/
(Visited 477 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais