A iluminação nos projetos de store design

iluminacao-visual-merchandising-moda
Iluminação foi um dos temas discutidos no 12° Backstage do Varejo promovido pela ABIESV (Associação Brasileira da Indústria de Equipamentos e Serviços para o Varejo), no último dia 30/09.
 +
O debate “Panorama”, que deu início ao evento, abordou o tema iluminação e contou com a presença de profissionais da área como Rogério Torres, Coordenador de Desenvolvimento de Produtos Led da Lumini Iluminação, Fernando Akira Nagata, Diretor Comercial da Omega Light e Hugo Hanashiro, Gerente de Marketing e Comércio Exterior da Itaim Iluminação, o debate foi mediado por Erlei Gobi, Editor da revista Lume Arquitetura.
 +
+
Iniciando as apresentações sobre o assunto que seria discutido no debate, Rogério Torres fez uma introdução técnica sobre o funcionamento do LED e como essa tecnologia pode melhorar e agregar design aos projetos de iluminação e store design.
 +
Veja abaixo algumas vantagens da substituição de lâmpadas comuns para as de LED nos projetos de varejo:
•Longa Vida Útil – as lâmpadas LED têm uma vida útil de mais de 50.000 horas
 +
•Alta Qualidade da Cor – as lâmpadas LED oferecem cores vivas, já que não requerem filtros para criar luz de cor; como resultado geram cores mais puras e profundas.
 +
•Economia de Energia – as luzes LED permitem economizar entre 60 e 90% se comparadas às lâmpadas incandescentes convencionais.
 +
•Resposta Instantânea – ao contrário das lâmpadas fluorescentes ou de sódio, as LED têm um arranque rápido e não requerem uma demora em alcançar um nível ótimo de iluminação e de temperatura da cor.
•Proteção ao Meio Ambiente – as lâmpadas LED são recicláveis e não contaminam ao meio-ambiente.
 +
O diretor Comercial da Omega Light, Fernando Akira Nagata, fez um alerta sobre a importância em escolher um bom fornecedor de LED, para que uma solução não passe a ser um problema para a empresa. O uso de um produto de má qualidade num projeto pode ocasionar diferenças de temperatura de cor ou baixo desempenho, resultando num impacto nada agradável ao ambiente.
 + 
+
A iluminação no Ponto de Venda pode variar de aconchegante a luxuosa, e o que determina a quantidade e intensidade de iluminação ideal para cada loja é a identidade da marca, foi o que explicou Hugo Hanashiro, da Itaim Iluminação, ele apresentou três diferentes grupos de consumidores e seus comportamentos de compra:
 +
Grupo 1 – Equilíbrio
Pessoas que buscam harmonia e relaxamento, tradicionalistas e mente aberta.
•Foco na harmonia
•Iluminação de destaque moderada
•Iluminação vertical uniforme nas prateleiras, zonas periféricas e displays.
•Pouco uso de downlights para iluminação ambiente
 +
Grupo 2 – Estímulo
Pertencem a esse grupo pessoas não convencionais, que ficam entediadas rapidamente e necessitam constantemente de estímulo. Hedonistas e aventureiros.
•Cenários com altos contrastes com nível de iluminação horizontal reduzido.
•Foco em contrastes bem marcados através de iluminação de destaque.
•Maior quantidade de iluminação vertical
 +
Grupo 3 – Domínio
Pessoas críticas que facilmente tornam-se insatisfeitos, afastando-se de situações que não atendam suas expectativas, performers, disciplinadores.
•Foco em efeitos de iluminação equilibrados e moderados
•Iluminação de destaque diretamente sobre o produto exposto.
•Iluminação geral com downlights e sancas.
 +
(Visited 204 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais