Lâmpadas: tipos e efeitos

lampadaLED
Foi o inventor Thomas Edison que em 1879 construiu a primeira lâmpada incandescente utilizando uma haste de carvão (carbono) muito fina que, aquecida até próximo ao ponto de fusão, passa a emitir luz.
 +
Desde então, as lâmpadas evoluíram drasticamente e a iluminação passou a ser uma ferramenta essencial até para o varejo, pois usadas da forma adequada devem valorizar o produto e criar diferentes efeitos, interferindo diretamente na maneira que o consumidor vê e sente o espaço, por isso, é importante escolher o correto tipo de lâmpada e luminária para evidenciar as cores e texturas dos produtos expostos.
+
Os tipos de lâmpadas mais utilizados são as incandescentes, fluorescentes, halógenas, dicroicas e o Led, que além de emitirem diferentes tipos de luz também diferem no consumo de energia e durabilidade.
+
Incandescentes – sua luz amarelada proporciona conforto, mas estão condenadas, pois além de muito quentes não são econômicas.
 +

+
Fluorescentes
– em geral (compacta ou tubular) economizam até 85% mais energia que as incandescentes. Possuem opção com luz fria (branca) ou quente (amarela). Sua vida útil é cerca de 7.000 horas. São lâmpadas de descarga de baixa pressão, na qual a luz é predominantemente produzida pôr pós-fluorescentes ativados pela  energia ultravioleta da descarga.
+

+
Halógenas – essas lâmpadas também possuem filamento como a incandescente, porém trabalham em conjunto com um gás halogênio, porém são até 40% mais econômicas que as incandescentes mas também permitem
uma perfeita reprodução de cores. Como são feitas com um gás especial e com invólucro de quartzo (e não vidro), a lâmpada ilumina mais e esquenta menos. Seu formato compacto se adéqua aos mais variados projetos, principalmente de vitrines. A vida útil desse tipo de lâmpada é de 2.000h.

 +
Dicroicasas lâmpadas dicroicas são halógenas com brilho intenso. Esse tipo de lâmpadas possui um refletor capaz de concentrar o facho luminoso e ao mesmo tempo mandar para trás parte do calor emitido. Têm vida útil de cerca de 3.000h.
 +

 +
LED – a substituição das lâmpadas tradicionais por LED é uma tendência no varejo, porém o custo dessa troca ainda é elevado. Sua vida útil é de até 50 mil horas, e pode durar até dez vezes mais que as incandescentes, além da grande economia de energia. Essa tecnologia tem avançando e as opções de uso são as mais variadas.
 +

 

+
Uma dúvida frequente é com relação à temperatura de cor das lâmpadas. Mas afinal, por que existem lâmpadas brancas e amarelas? As lâmpadas que emitem fachos de luz amarelados, ou quentes, tendem a tornar os ambientes mais aconchegantes e confortáveis. Esse tipo de lâmpada é indicado para pontos focais, pois não distorcem as cores originais do produto.
As lâmpadas de luz branca, ou  frias, causam exatamente o efeito oposto, pois emitem uma luz levemente azulada, o que tende a distorcer as cores originais dos produtos. Elas são mais estimulantes, portanto, são indicadas para um público mais jovem, urbano ou racional.
 +
Assim, a Temperatura de Cor expressa a aparência de cor da luz emitida pela fonte de luz. A sua unidade de medida é o Kelvin (K). Quanto mais alta a temperatura de cor, mais clara é a tonalidade de cor da luz. Ex.: uma lâmpada de temperatura de cor de 2.700 K tem tonalidade suave (amarelada), já uma outra de 6.500 K tem tonalidade clara (branca).
 +

+
Na continuação desse artigo irei abordar os sistemas de iluminação mais indicados para lojas e como aproveitar-se desses recursos para melhorar a apresentação das mercadorias expostas no ponto de venda.

(Visited 343 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais